Fenomenal

Em 2009, fui até o Pacaembu assistir a Corinthians x Atlético PR pelas oitavas de final da copa do Brasil. O jogo de ida havia sido 3×2 para o Atlético, e até a metade do segundo tempo do jogo de volta, o placar ainda marcava 0×0. O Corinthians parecia apático e não mostrava sinais de reação. Foi quando Ronaldo dominou na entrada da área , fingiu o chute, e depois chutou no canto direito do goleiro para marcar. Pouco depois, o camisa 9 recebeu dentro da área, tirou dois zagueiros com um toque de calcanhar e sofreu pênalti, que ele mesmo converteu. 2×0, dois gols de Ronaldo. Os primeiros gols de Ronaldo que eu vi no estádio.

Desde pequeno, meu pai me falava sobre os jogadores que ele havia visto ao vivo. Desde Sócrates e Rivelino, até o rei Pelé. Agora era a minha vez, eu estava ali, vendo o maior artilheiro da história do maior campeonato do mundo, o brasileiro eleito por três vezes o melhor do mundo, o cara que eu só via na ESPN ou nos jogos da copa do mundo. Era o jogador que encantou torcidas rivais, de Barcelona e Real Madrid a Milan e Inter de Milão. Ele estava ali, a poucos metros de distância.

Não era o mesmo, é verdade, agora vestia uma camisa um pouco mais larga, GG talvez. Não corria mais, agora precisava esperar a bola no pé. Mesmo assim era ele, fazendo o que o fez famoso, gols.

E foi naquela noite, em um Pacaembu lotado, que eu coloquei o primeiro nome na minha lista dos craques que eu vi jogar.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s